terça-feira, 22 de dezembro de 2009

YESHUAH - o Natal segundo Laudo



Foi durante o I PQP - Primeiro Papo de Quadrinhos de Petrópolis, em julho de 2009 - que Laudo Ferreira me mostrou os originais em A3 de Yeshuah, sua biografia não-autorizada de Jesus, que acaba de ser lançada pela Devir.

Fiquei muito impressionado. Já conhecia a produção de Laudo nas HQs históricas, na Tianinha e algumas páginas do Clube da Esquina. Até então, achava-o versátil e competente, mas perto de Yeshuah são trabalhos apressados, onde se nota que o desenhista precisou cumprir prazos sempre muito apertados.

Em Yeshuah, porém, cada página possui muita força gráfica, é visível a elaboração requintada, o envolvimento profundo do artista (que contou com a arte-final de seu parceiro Omar Viñole).
Até por isso, estranhei o formato (16 X 24cm), queria o maior possível. Já nosso anfitrião no PQP, André Diniz, disse preferir esse formato. Pensando bem, foi nesse tamanho que li o "Cavaleiro das Trevas" 12 vezes. Vai ver que a idade está me obrigando a ler mais de longe...

Laudo trabalha na obra desde 2001, e parece que são mais de 400 páginas que serão divididas em três álbuns. Trabalho de monge :)

Transcrevo aqui um email de felicitações que lhe enviei e ele devolveu com respostas, e acabou ficando com cara de entrevista ou bate-papo.



S - fala Laudo! beleza?
Acabei hoje o Yeshuah, inclusive teu posfácio e o prefácio, nessa ordem.
(que prefácio, heim? a tradutora mandou muito bem).
Vc cita o Geza Vermes, do livro "Jesus, o Judeu" eu curti muito.
Tem um outro que só folheei na livraria mas nao sei de quem é: tratava sobre o processo que condenou Jesus, pelo direito romano e as leis judaicas, tentando chegar a um julgamento segundo os parametros da época.

S - Nunca curti muito os apócrifos porque desconfio muito dos textos esotéricos - se oferecem como "a verdade oculta" mas são muitas vezes mistificações grosseiras.
Mas agora, vejo que podem ser muito interessantes como inspiração para a história do personagem Jesus.
A "moça aprendiz de Magdalit" tb é um achado e ajuda a ver os personagens com outros olhos).
L - Essa questão da Maria Madalena não ser apresentada como prostituta foi um dos pontos principais que pegou o Douglas e principalmente
o Mauro da Devir que é profundo conhecedor do assunto.


S- No começo me confundi, eram muitos nascimentos, muita mulher grávida, e nenhuma era Maria! :)
L - Pois é, Spacca, na história de Jesus há muitas Marias, pelo menos nos evangelhos canônicos. Veja, fora as Marias, mãe e Madalena, entra ainda
a Maria irmã de Marta, ambas irmãs de Lázaro. Essa eu tirei do roteiro e deixei só a Marta, por achar mesmo que era muito nome repetido e
iria causar confuisão com o leitor e por se tratar de uma versão minha, de um roteiro meu, me dei o direito.

S - Curti muito o dilema do José, muito bem desenvolvido.
L - Legal. Percebe que mesmo "aceitando" a condição de sua mulher, ele sempre, está com um olhar desconfiado.

S- Muito louco o teu livro: gostei de como os momentos que no evangelho são pá-pum, vc transformou em páginas de êxtase, de dor.
Como as páginas sem molduras com o José oprimido pela visão do anjo, o batismo xamânico e outros instantes em que vc revelou a força existente.
(tive a impressão de que no batismo a força de deus iluminou os chacras de Jesus).
L- Teve o Edu, um rapaz dos meninos do 4ºMundo que teve um tipo de "extase" quando leu essa parte do batismo. Ficou forte. Eu
mesmo, conforme conto no prefácio, tive um treco quando desenhei essa página ouvindo um som de um músico alemão ligado
às meditações do Osho.


S- Perturbadora a visão das cruzes com os cachorros arrancabdo pedaços dos cadáveres, as tripas caindo, Maria vomitando.
Muito forte mesmo.
L- A idéia, Spacca, era deixar uma imagem forte e pertubadora mesmo. Pois a igreja católica acabou deixando essa visão
do crucificado muito poética, muito bonita. E estudando mais afundo você óbviamente percebe que não. Inclusive a altura
das cruzes em relação ao chão é mais ou menos aquilo que foi desenhando, segundo algumas pesquisas.
O lance dos cães devorando os pés dos caras e as tripas era comum acontecer...eca!



S- Estranhei a falta do estábulo com a manjedoura, vc usou uma gruta, deve ter tido razões para isso.
L- Sim, claro. Burrinho, vaquinha é muito presépio e não queria isso. Foi meio baseado num evangelho Rosacruz e mesmo alguns apócrifos contam isso. Mas a questão foi mesmo minha de mostrar Maria sozinha parindo a criança e em pânico com essa coisa nova e seu questionamento com Deus.

S- Achei bastante curioso o lance dos soldados de um dos magos matar o informante de Herodes. Isso é viagem tua ou se baseia em relato?
L- Não. Isso é meu. A idéia era justamente mostrar o quanto a história dele estaria marcada com violência e sangue, mesmo ele chegando para trazer uma outra palavra. O texto que os magos falam enquanto a cena acontece lá fora da gruta justamente é o contrário do que está ocorrendo. E no final das contas, a igreja misturou tudo numa panela só.

S - Muito bom mesmo. Muitos deveriam ler teu livro para conforntarem a história conhecida com as coisas que vc descobriu ou inventou.
abração
sp
L- é isso.
Abração pro senhor também e deixou-me muito feliz!

4 comentários:

  1. bela reflexão senhores...
    eu tbém estava aguardando esse livro com bastante interesse. A história/mitologia do personagem/avatar "Jesus" muito me instiga...principalmente quando comecei a estudar a sua trajetória por várias fontes espiritualistas, esotéricas, maçônicas, versões apócrifas e etc.
    Curti demais esse 1º volume. Que venham os próximos. ^^

    ResponderExcluir
  2. o fundamental é entendermos o que está escrito no evangelho de João (3:16): "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." e recebermos Jesus como Senhor da nossa vida, como Paulo diz em sua carta aos Romanos (11:9-10): "Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação."

    ResponderExcluir
  3. Adorei o conteúdo do seu site. Aproveite e visite o meu site http://www.celularespiao.net Conheça este incrível celular batizado de Telefone Espião. A única maneira de você fazer uma escuta de celular. Funciona de modo discreto e grava todas as chamadas recebidas e efetuadas do celular alvo. Lista todas as chamadas com numero, dia, duração da ligação, e hora. Vendemos o celular em duas versões para sua escolha.

    ResponderExcluir
  4. Grande Spacca... eu comprei esse livro e tava aqui na pilha para ler... Agora vou dá uma adiantada para chegar logo nele... Fiquei ainda mais curioso...

    Grande abraço

    ResponderExcluir